À Espera de Brigada Ligeira Estelar RPG

O novo BRIGADA LIGEIRA ESTELAR RPG será baseado em 3D&T, para utilizar o termo com o qual vários RPGs apenas tomam um sistema de jogo como base para rumar por águas próprias (Mutantes e Malfeitores se tornou baseado em D20, o excelente — e injustiçado por aqui — Icons é baseado em Fate, etc.). Muito do conteúdo deste texto já foi mencionado por mim em fóruns e no twitter de Brigada Ligeira Estelar e acho importante repeti-lo em nome da discussão.

E para começar foi preciso pensar — por que um novo sistema? O 3D&T tem uma cultura da modularidade — você toma o livro básico como base e a cada suplemento são acrescentadas regras para o ajuste fino a diferentes tipos de cenários. Brigada Ligeira Estelar desembarca do Alpha deixando como legado inúmeros recursos para campanhas de ficção científica. Vai adaptar Mass Effect em 3D&T? Juntos, Brigada, Mega City e o Básico trazem uma base para isso.

Havia uma necessidade editorial, é verdade. O cenário se tornou grande demais para seu papel de suplemento de um sistema genérico. Seria muito fácil se limitar a trocar o padrão de características para os padrões da adaptação de Rogue One para a Dragão Brasil 115 (e nós o fizemos), deixar os personagens jogadores com dez pontos, alterar algumas vantagens e desvantagens (Aliado Gigante precisava disso)… mudar para permanecer o mesmo, no final.

Sim, você vai precisar meter a mão na massa,
mas a adaptação é possível.

Mas isso seria também desperdiçar a oportunidade de ir além das limitações inerentes de um sistema genérico, qualquer um (não, não vamos dizer nomes em nome do sossego), e mergulhar ainda mais nas possibilidades do gênero mecha. O 3D&T Alpha foi pensado para super-heróis e os personagens de Brigada soavam… fracos para muitos jogadores em comparação. Então vamos dissecar algumas dessas decisões de game design, suas razões de ser, e seguir adiante.

CARACTERÍSTICAS: a primeira decisão, antes mesmo do livro ter sido escrito, foi a adoção desta tabela — concebida originalmente para a adaptação para 3D&T de Rogue One, publicada na Dragão Brasil 115. 1 ponto representa a média, 0 está abaixo da média e 5 é o ápice da capacidade humana — diferentemente do sistema Alpha tradicional, aonde as características nos levam para bem mais longe. Com isso, conserta-se uma certa fragilidade dos personagens.

Embora o projeto de um novo Brigada seja anterior,
o projeto de um sistema baseado em 3D&T começou aqui.

Em um sistema criado para super-heróis, com medidas altas, os kits de personagens ajudavam a estabelecer o tom em Brigada Ligeira Estelar: cumprir as exigências de um kit reduzia os pontos destinados às características. No entanto, a letalidade na mesa aumentou consideravelmente. Agora os protagonistas terão mais pontos de característica à disposição — não só como pilotos de robôs gigantes mas também como heróis de ação, graças ao ajuste fino da…

COMPARTIMENTAÇÃO DOS PONTOS: por muitas vezes, ao longo dos anos, tentou-se explicar repetidamente o porquê da Habilidade não ser realmente uma super-característica como tantos creem ser. Habilidade é, em essência, uma medida de competência própria e isso não elimina o uso de outras características como Armadura. Pontos potencialmente úteis para as características acabavam dirigidos para a habilidade enquanto perícias permaneciam subaproveitadas.

Deixa eu ver… um piloto de mecha, com uma pontaria incrível
e altamente furtivo? Vai montando sua ficha agora!

Em BRIGADA LIGEIRA ESTELAR RPG, os pontos são compartimentados para garantir personagens mais completos na mesa. Pontos de Característica agora terão uma origem diferente dos pontos usados para obter Vantagens — e as Perícias também serão compradas com pontos em separado. Antes, os personagens de Brigada muitas vezes eram dois 1 em meio a vários zeros — e mortes na mesa eram relativamente comuns. Agora você terá um protagonista bem mais versátil.

ROLAMENTOS E PERÍCIAS: diferentemente do 3D&T normal, aqui temos jogadas de Característica + 2d6 contra dificuldade. Caso uma rolagem de característica envolva uma perícia possuída pelo jogador, ele ganhará +4 de bônus. Dessa forma, as perícias do protagonista serão valorizadas: se um personagem não a tiver, dependerá muito da sorte (e, me perdoem esse clichê, a sorte pode ser caprichosa). Caso as tenha, seu conhecimento fará realmente diferença.

Isso vocês já sabem: dois dados ao invés de um, aqui somados
à característica. Isso veio do Manual do Defensor.

Essa foi uma medida integrada às mudanças anteriores. Antes, personagens em pontuações baixas dependiam demais de gastos em PEs para não virarem estatística. De quebra, todos os rolamentos buscarão resultados mais altos: nada de resultados mais baixos em características e resultados mais altos no dano. O limite de 6 pontos para uma característica também caiu… embora um personagem recém-criado não tenha acesso a ele. Espere por inimigos perigosos!

VONTADE E PONTOS HEROICOS: antes, os PHs (Pontos Heroicos) eram basicamente uma mudança cosmética. Não passavam dos Pontos de Magia, rebatizados para um cenário aonde magia não existe (hoje me arrependo de ter usado esse nome. Se antes eu tivesse pensado em “Pontos Magnos” ou similares, poderia usar PMs sem confusão para o jogador de 3D&T que chegava de pára-quedas no cenário. Hoje, já era). Agora eles serão baseados em um novo atributo, Vontade.

Parar um exército armado apenas com música pop açucarada?
Soa absurdo, mas isso é uma disputa — DIFÍCIL — de vontades!

Vontade é um atributo emocional e psicológico, sendo usado também para interação social. É a sua presença, antes representada também pela Resistência (e isso fazia sentido: em animes de pancadaria, a resistência psicológica se reflete na resistência física — pense naquele Cavaleiro do Zodíaco que se ergue após sangrar litros!). Com isso teremos uma ligação entre a vontade de um protagonista e seus feitos, inclusive em disputas sociais bem sérias…

PONTOS HEROICOS E ESTRESSE: mas se robôs e veículos tem Pontos Heroicos, de onde ele vem? Serão baseados na Habilidade do piloto (HX5)!  Eles representam aquilo que os personagens sabem fazer com seu conhecimento e serão usados para mover os implementos de veículos e robôs gigantes. É parte do espírito do gênero: o piloto (ou comandante) é a alma de qualquer construto! Mas, claro, existem limites para aonde o conhecimento ou treino pode alcançar…

… e o desgaste regular, caso isso se repita, pode fazer seu protagonista surtar — mas
aqui você tem chances de não se transformar em um personagem de Evangelion.

Caso um protagonista esgote os pontos heróicos de seu robô, ele sempre poderá aplicar os seus próprios PHs ao pilotar e fazer milagres em ação. No entanto, isso cobrará um preço dele e se consubstanciará em pontos de Estresse. Ao se acumularem gradualmente, eles irão causar redutores em suas ações ou afetar seu comportamento psicológico. No entanto, isso não é Call of Chtulhu. Há esperança… e seus laços de amizade poderão ajudá-lo a superar isso.

FATORES NARRATIVOS: uma diferença da nova versão é a ênfase na construção de times de protagonistas. Estes terão perfis para estabelecer sua dinâmica dentro do grupo (Ponto, Contraponto, Músculo, Cérebro e Coração), cada um com quatro subdivisões a serem escolhidas pelos jogadores. Tudo para evitar a formação de grupos desencaixados, com jogadores que não se integram com a trama ou com os demais personagens — e estimular seu intercâmbio entre si.

Vocês não não são um grupo de lobos solitários unidos
por um interesse momentâneo. Vocês são um time!

Mais importante, um time deveria suportar seus membros. Se um protagonista começa a apresentar sinais de estresse, por exemplo, o time pode ajudá-lo a combatê-los. Outro elemento novo é o Valor, no qual um protagonista pode adquirir Pontos de Destino (PDs) momentâneos caso se mostre à altura do próprio orgulho — embora isso também lhe traga problemas. E em um cenário cheio de oficiais cabeça-quentes, a encrenca de um é a encrenca de todo um time!

Teremos outros elementos novos em BRIGADA LIGEIRA ESTELAR RPG. Características foram rebatizadas em prol de uma visão mais ampla (Armadura vira Defesa, Poder de Fogo vira Pontaria e passa a incorporar aspectos de percepção). Robôs gigantes, veículos e naves terão espaços para customização desde o começo. Os antigos poderes de kit serão disponibilizados — você não precisará de um Manual do Aventureiro para ter acesso a eles. O livro nem terá kits…

Preparados para decolar, pilotos? Não falta
tanto tempo assim (esperamos)…

A ideia é valorizar a experiência do jogador na Constelação do Sabre. Este cenário sempre foi concebido para oferecer múltiplas possibilidades em seu gênero… até porque as próprias animações japonesas inspiradoras do cenário fazem o mesmo. Por isso falamos tanto de subgêneros da ficção científica ao longo da história desse website: a experiência de Brigada Ligeira Estelar pode, e deve, ser ampla. E todas essas mudanças foram feitas nesse sentido.

O sistema 3D&T Alpha nunca precisou de “conserto” — ele apenas foi recriado para atender necessidades diferentes. Seus personagens serão mais humanos em comparação ao seu “defensor de Tóquio” tradicional, mas nem por isso terão recursos limitados. Especialmente quando viagens para fora da…

Oops! Esperaremos um pouco para falar mais desse assunto. Temos bastante tempo para isso, afinal. O livro ainda está em produção. Sejam pacientes!

Até a próxima.

6 comentários

  1. Estou no aguardo, e as mudanças parecem bem promissoras. Bem interessado na regra de Estresse. Vai ser divertido ver o pessoal dando piti na mesa igual o Amuro 😀 . Também estou curioso sobre como ficarão os Implementos.

  2. Livro essencial, mesmo antes de ser lançado. Estou gostando muito do que vi sobre as mudanças, sem precisar mudar o 3D&T Alpha. Ansioso por este lançamento. Torcendo para que não demore.

Deixe uma resposta para Calvin Semião Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s