Os Configuradores

Este foi um dos últimos — provavelmente o último — artigo publicado no antigo site da Jambô Editora antes de seu conteúdo desaparecer. Teve muito pouco tempo de exibição e poucas pessoas realmente o leram — sendo talvez o derradeiro conteúdo oficialmente publicado de Brigada Ligeira Estelar para o sistema 3D&T Alpha. Com o novo Brigada Ligeira Estelar RPG e, agora, com a vindoura nova encarnação do 3D&T apresentada na Dragão Brasil, talvez ele marque o fim de uma era (embora com certeza vejamos mais do Alpha nas adaptações publicadas na revista até a chegada da nova ordem). Dito isso, vamos em frente.

• • • • • • • • • • • • • • • • • • 

— Eu posso dar conta disso.
— Como é que é?
— As partículas que eles emitem são de origem desconhecida, mas pode perceber: elas são sincronizadas para transpassar as blindagens de suas naves, diferentemente das auras de partículas comuns. Mas isso é questão de sintonia, não de intensidade. Por isso posso dizer claramente que uma mera cobertura laminada, como a que aparece no interior de caixas de leite longa vida, vai blindar a grande arma secreta do inimigo — e sabemos que o polímero de revestimento interno das paredes da área de cooler da nave se prestam a isso, não sabemos?”

— Ahn… acho que sim…
— Sabendo que vamos passar pelas barreiras, temos apenas que alterar o campo gerador. Eu posso fazer uma inversão de frequência como se fosse uma arma de pulso, mas não posso fazer isso sozinho. Posso remexer seu robô em três tempos e fazer as adaptações no meu. Isso vai me tomar três horas e meia caso eu tenha todos os instrumentos à disposição. Assim eu apenas levo meu robô à direita, você leva a esquerda, ativamos o pulso e anulamos a máquina. Conseguiu entender?
— Não.
— É por isso que você virou um hussardo, certo?
— Vai à ***** antes que eu me esqueça!

Li Kohran, de Sakura Taisen: inventora nerd e piloto de robô (a vapor). 😉

A chegada dos proscritos trouxe algo mais do que morte e destruição. Também trouxe uma virada de paradigmas sobre o que é tecnologia na Constelação do Sabre. De repente, as quimeras trouxeram Implementos extraordinários: raios capazes de criar fogo e gelo, técnicas de teleporte reduzido, armas gigantescas cujo único paralelo são os Efrites de Ottokar… o resultado é que nos meios científico-tecnológicos, as discussões se tornaram acirradas. Muita coisa teria que ser repensada — foi como se de repente, 2+2 pudesse dar 5. E o círculo acadêmico jamais poderia aceitar essa quebra de paradigma assim tão facilmente.

Mas jovens candidatos a cientistas retomaram um conceito único anterior ao calendário espacial: a Ciência Selvagem. Polímata por natureza (tanto que muitos a chamam de “Ciência Polimática”), seus devotos acreditam que nada é realmente impossível e tudo pode ser criado ou fabricado — apenas falta descobrir o caminho certo para isso. Portanto, virtualmente, nada é impossível. O estudo das supercordas, do espaço-tempo e da mecânica quântica para eles mostra que as leis físicas são flexíveis e permeáveis, e que portanto, efeitos podem ser reconstruídos pelos equipamentos e técnicas certas. Como eles antes de mais nada acreditam que a chave disso seria na configuração dessas leis supostamente universais, e que essas configurações podem ser alteradas, eles chamam a si mesmo de… Configuradores.

Há algo extremamente rebelde na figura do Configurador: eles não ligam muito para a metodologia científica tradicional. Se debruçam sobre Ciências de uma forma muito, MUITO ampla e pensam na tecnologia como uma forma de viabilizar os conceitos fabulosos que lhes vem a mente. Obviamente, os meios científicos sérios os desprezam…

Personagens como esses podem até participar da ação, mas gostam mesmo é disso.

… e claro, esses jovens reagem com um dedo médio levantado para eles. Costumam carregar suas máquinas e aparelhos pelos cantos e são vistos quase como uma tribo urbana, cultivando uma certa excentricidade. Adoram robôs gigantes, mas tem um certo desprezo pelos jovens que com sua idade decidem se tornar Hussardos — eles prezam muito a própria independência. Por causa disso, é bem comum que eles mesmos construam seus próprios irregulares, com implementos poderosos.

Configuradores também são extremamente curiosos. Por isso, é comum que eles cruzem toda a constelação em busca de coisas fora do comum. Poderes estranhos? Leis da física distorcidas? Aparelhos incomuns? Isso os leva a uma rota de colisão com Caçadores e grupos como os Peregrinos do Infinito. Não ajuda nada o fato de que eles tendam a ser muito independentes. Por outro lado, o tempo pesa e eles dependem de dinheiro para continuar investigando, descobrindo e inventando novas coisas. Por isso, acabam investindo frequentemente em patentes… e normalmente a sanha aventureira deles acaba não resistindo à vida adulta, com mulher, filhos e necessidade de se administrar o que se tem. Por isso, em geral, Configuradores são adolescentes mesmo, tanto quanto os hussardos recém-formados da Brigada Ligeira Estelar, e costumam diminuir gradualmente suas atividades a partir do momento que entram na vida adulta.

Talvez por isso, eles tendam a ser positivos e bem humorados. Essa é a melhor época da sua vida, uma época de aventura, e eles sabem disso!

Eu queria ter usado a Wahanly de War on Geminar, mas na falta do genérico vai o original mesmo.

Em Jogo

Não há muito o que dizer. Eles são jovens, tendem a ser impulsivos e não gostam de seguir ordens — o que explica a quase inexistência de pessoas com seus atributos nas forças armadas do Sabre. Obsessivo é uma insanidade comum, mas não é obrigatória; a insanidade Fantasia também é relativamente comum, refletindo apenas seu excesso de confiança. Por outro lado, Pontos Heroicos Extras são muito recomendados — eles são Aventureiros Científicos, e por não passarem suas juventudes atrás de uma bancada de laboratório, eles são capazes de se meter em encrencas das quais podem não sair com facilidade. As vantagens Plano Genial e Intuição também são extremamente recomendadas.

Kit de Personagem: Configurador

“Me dê as condições e eu replicarei os buracos de minhoca proscritos!”

Exigências: H3 ou Genialidade
Função: Baluarte
Robô Padrão: caso ele não pertença a uma guarda (vantagem Patrono), qualquer um é possível — e provavelmente ele o terá construído (vantagem Aliado Gigante).

Milagres da Ciência: um Configurador pode transformar um ponto de destino em pontos de equipamento (ver Arquivos do Sabre, página 11) ou compra transitória de implementos. Teoricamente, com qualquer bobagem ao alcance, você pode deter um vazamento nuclear ou construir um aparelho fabuloso que os tirará de uma enrascada! 
Máquinas Fantásticas: um Configurador poderá comprar equipamentos e implementos mais baratos — Implementos que consomem até 5 PHs são gratuitos, implementos entre 6 e 20 PHs passam a custar um ponto, Implementos de mais de 20 PHs passam a custar 2 pontos. Se ele comprar Aliado Gigante, também terá direito ao desconto na compra da vantagem e de seus implementos associados, desde que ele o esteja construindo com seus PHs.
Mentes Brilhantes: um Configurador com a vantagem Genialidade pode comprar a perícia completa Ciências pelo preço de uma especialização.

Pidge Gunderson, de Voltron: modéstia? O que é isso…

Agora, é hora de desbravar o desconhecido e encarar a aventura de uma vida na Constelação do Sabre!

DISCLAIMER: Voltron, Legendary Defender é propriedade da DreamWorks Animation Television e World Events Productions; Sakura Taisen é propriedade da Sega Corporation; Tenchi Muyo (e todos os seus spin-offs) são propriedade da Anime International Company, Inc.; e por favor, não me perguntem de onde tirei aquele close-up de mão com chave de fenda. Essas coisas a gente nem sabe de onde vieram, por favor!

8 comentários

    1. Opa, vamos lá:
      1) Teoricamente sim, mas tudo vai depender de quantos PHs ele puder gastar. Então o limite para isso é natural.
      2) Foi um deslize. Manobra Especial vem do novo BRIGADA LIGEIRA ESTELAR RPG. Então, vou corrigir isso — ele entrou por engano.

      1. Infelizmente isso não depende de mim. Já me foi informado que faltam dois capítulos a serem editados. Depois disso é que virá o trabalho de design e só depois disso teremos uma data oficial.

  1. Bati o olho e lembrei do seu mangá Expresso, lááá da Ação Magazine.

    “A República Velha não era uma novela das seis!”

    1. Sim, a idéia veio daí mesmo. Mas está longe de ser uma reciclagem: isso cabe no cenário e assim como a cantora pop é uma espécie de correspondente ao Bardo no gênero, ele pode muito bem ser o “mago” — tirando soluções (aqui, científicas) fantásticas no meio de uma crise. 🙂

Deixe uma resposta para Filipe Lutalo Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s